Ao adotar a estratégia de complementação dietética com fitoterápicos, o Nutricionista deve observar as indicações e ações terapêuticas do medicamento para que estejam em consonância com a área de competência profissional estabelecida na Lei Federal n° 8.234/1991 e a Resolução CNE/CES Nº 5/2001.

Considerando a legislação vigente, em especial a Instrução Normativa Nº 5/2008/ANVISA, o Nutricionista pode prescrever os seguintes medicamentos fitoterápicos

•Alho (Alliun sativum L.);
•Alcachofra (Cynara scolymus L.);
•Boldo, boldo-do-chile (Pneumus boldus Molina);
•Camomila (Matricaria recutita L.);
•Cáscara-sagrada (Rhamnus pursbiana DC);
•Espinheira – santa ( Maytenus ilicifolia Mart. Ex. Reiss);
•Erva-doce, Anis (Pimpinella anisum L);
•Hortelã-pimenta (Mentha piperita L);
•Melissa, erva-cidreira (melissa officinalis L);